Arquivo da categoria: MKT

“Mensagem encaminhada no canal Fale com o Reitor. Olá Reitor, No início de 2014, quando você esteve no campus da EACH para fazer uma vistoria, juntamente com a dita “comissão dos notáveis”, pedimos explicações a respeito do nosso campus, do nosso semestre, enfim, das nossas vidas acadêmicas. Pedimos um PLANO B enquanto o campus era descontaminado. É triste olhar pra trás e perceber o que tudo isso virou. A REITORIA e a administração da USP não ofereceram absolutamente nada à comunidade da EACH, apenas nos jogaram em um prédio da Unicid, que claramente não comporta as atividades de uma Universidade pública. A reitoria nos submeteu a situações extremamente humilhantes, das quais destaco: – fomos obrigados a ter aulas sem infraestrutura adequada, – ficamos por semanas sem acesso a restaurante universitário ou qualquer tipo de apoio a permanência estudantil; – fomos obrigados a fazer deslocamentos diários extenuantes que geram prejuízos psicológicos, físicos e financeiros. É claro, existem estudantes que não poderiam arcar com todos os prejuízos citados acima, e se viram obrigados a simplesmente trancar a faculdade, ou ainda, desistir. A perspectiva dos calouros é ainda pior – que impressão será que eles estão tendo dessa tal de USP? Depois de tudo isso, Reitor Zago, ainda fomos obrigados a ouvir acusações absurdas proferidas pelo Prof. Nakao, a quem o senhor faz questão de defender em todas as oportunidades que tem (talvez porque pense da mesma forma que ele sobre todo o problema da EACH). Enfim, temos membros da comunidade, docentes, funcionários e estudantes, que estão completamente desamparados. Muitos sofrendo com problemas psicológicos, depressão mesmo. E não é para menos do que isso, dado que não há uma perspectiva de melhora nem quanto ao campus da EACH e muito menos na relação entre a comunidade e a reitoria. Hoje, 4 meses depois daquela visita, na qual havia sido dito que as aulas voltariam no dia 10 de março, que a EACH seria desinterditada e tantas outras falsas promessas, é completamente absurdo, triste, desgastante, desesperador e até um pouco irreal, termos que vir aqui fazer exatamente as mesmas perguntas, que foram naquela época, e ainda hoje, respondidas com o mais absoluto silêncio: 1 – Onde acontecerão as atividades da EACH no próximo semestre, Reitor? 2 – Teremos um dia o nosso campus descontaminado e liberado para uso? Se sim, quando? 3 – Alguém na administração central da USP dá a mínima para a EACH? Ou já consideram um caso perdido mesmo, reitor? Sinceramente, Um estudante da EACH.”

Desesperado – Estudante de MKT

Estou cansado de não ser ouvido, meus professores estão delirando ! As aulas estão pesadíssimas preciso de tempo para introduzir o conteúdo e assimilar nos exercícios levando em conta que no feriado ao invés de eu estar em uma mesa com a família, na minha cidade estou aqui na casa de um tio [que está agora na minha cidade] estudando para entregar exercícios, acho que esqueceram que eu só estudo na EACH \ UNICID , e que não fiz carreira acadêmica exclusiva Premium.

Estudante de MKT

“É perverso e deprimente esse suposto “Plano B” que nos foi empurrado goela abaixo. Devido ao meu trabalho e pesquisa eu estudo de manhã e a noite, programei minha grade já em dezembro para que tudo pudesse ocorrer bem neste semestre, mas como vou poder cursar minhas disciplinas com essa pulverização que fizeram com a EACH? Não há condições de eu ir de manhã para a UNICID, levar mais de 1 hora para chegar ao Butantã para depois sair às 22:45 do Butantã. Meu dia é perdido apenas com a viagem. USP não é só sala de aula, preciso de tempo e estrutura para estudar. Além disso, não há praticamente nenhuma política de permanência estudantil. Não há bandejões, bibliotecas, mal há atendimento no SAS… hoje gastar 30 reais por dia com alimentação é impensável ao meu orçamento. Outro ponto, não é o meu caso, mas os alunos que possuem veículo estão tendo que desembolsar ainda mais com estacionamento. No meu curso não precisamos de laboratório, giz lousa e saliva são suficientes, mas precisamos de datashow e silêncio – algo ausente nas salas da UNICID. Gostaria de poder trancar todo o semestre, mas sou bolsista e não tenho esse privilégio – tenho que cursar no mínimo 12 créditos para manter os auxílios. A CG não se esforçou muito em oferecer chances para que os estudantes que não querem se rebaixar a esse ridículo pudessem fazê-lo de fato. E os bixos? Podem trancar? Segundo a CG sim, mas quem garante que eles conseguirão vaga no próximo ano, com a entrada de novos ingressantes – lembrando que as turmas são sempre lotadas. Pesquisa e extensão? Dois pés do tripé universitário, onde estão? Essa situação é lamentável – para que fazer e aceitar isso? É pura perversão, não há outra maneira de enxergar isso. Já somos destratados, desrespeitados, ignorados como unidade. Iremos permitir ainda passar por esse puxadinho para livrar a Reitoria de suas responsabilidades legais? Permitimos isso hoje, amanhã a resposta será ainda pior. Como cidadão, não só como aluno, farei de tudo para impedir que esse descaso se perpetue comigo e com minha Escola.”

Daniel Vartanian – Estudante de MKT

 

“Hoje aconteceu o fim da picada na medicina, durante a 1ª aula alguem trancou os banheiros do corredor da nossa sala! estamos sendo boicotados DESCARADAMENTE!”

Rafael Duarte – Estudante de MKT

“Me matriculei em matérias de vários períodos. Como eles querem que eu faça se cada uma é seguida da outra e em locais diferentes? Uma a tarde na UNICID, EEFE e saúde? Teletransporte? Se eu não fizer 12 créditos sou jubilado. Estão me obrigando a trancar a faculdade e eu quero estudar! !!!”

Alex – Estudante de MKT

“Descaso!!! Estou voltando pra casa, pois o professor da última aula simplesmente não veio, como ontem!!! Aceitar guela abaixo o plano B, ja foi difícil, mas falta de comprometimento de alguns professores é revoltante!!! QUERO ESTUDAR!!!”

Pedro Lima – Estudante de MKT

“Se não bastasse pegar, um ônibus, um trem e um metrô para chegar na Unicid, simplesmente o professor faltou e ninguém por parte da universidade nos avisou! Ficamos esperando, esperando e nada… Ja perdemos muitas aulas, não podemos mais perder tempo!!! Dinheiro do transporte jogado no lixo e sentimento de descaso!!! Poxa, eu quero estudar, é pedir muito professores?!”

Pedro Lima – Estudante de MKT

“Primeiramente eu sou de Curitiba, logo tive que encontrar um lugar para morar ao chegar em são paulo por ter ingressado na USP- Each , com um pensamente mais racional, assegurado por uma informação dada pelo site do campus, encontrei uma republica que se encontra próximo ao each na esperança de que não houvesse problema algum e fosse o local mais propicio para um estudante se situar, mas com as mudanças para a unicid agora tenho q pegar o trem 7h da manhã no sentido do fluxo. Caso se pelo menos as informações tivessem sido mais claras não escolheria aqui para morar. Almoço também foi um problema recorrente nos últimos dias, considerando que para almoçar tenho um gasto de no mínimo três vezes maior do que tinha calculado com o bandejão.”

André Kei Shishido – Estudante de MKT

“Uma das dificuldade gritantes foi o fato de não contar com a estrutura do bandejão,concederam-me o auxilio emergencial para alimentação,mas no entanto não posso usá-lo.Na região das Clínicas os locais para comer são um pouco afastado,se considerarmos o intervalo que temos para fazer uma refeição é inviável transitar fora do Campus.Até tem uma lanchonete na Faculdade de Medicina,mas não há nenhuma alimentação por R$1,90.Foi difícil concentrar-se com fome!!!”

Samira – Estudante de MKT